Luciano  Rabuske

 BIOGRAPHY 

   
Artist-Poet Luciano Rabuske is a fifth-generation German-Brazilian. Born in an Italian colony in Rio Grande do Sul, Brazil, he has lived in Miami for the past 16 years where he earned two degrees from Florida International University (FIU):  a B.A. in Fine Arts with a Minor in Digital Art and a B.A. in Liberal Studies in Arts with a Minor in Advertising.

Gifted in the nuances of Brazilian Portuguese, in 2000 Rabuske was a founder of the “ASES-Association of Santa Rosa Writers” in Brazil, which has published his poems in 11 anthologies.  His poems are also included in “Brava Gente Brasileira Em Terras Estrangeiras, Volumes I and II” (Brave Brazilian People in Foreign Lands) published in the United States. Both volumes featured the work of eminent Brazilian writers who live outside out of Brazil. Volume I, published in 2004, was launched in coordination with the Brazilian Consulate in Miami and featured at the Miami Book Fair that year. Rabuske also was then invited to give a solo reading of his poems by Books and Books store in Coral Gables, Fl.

While writing poetry in exploration of the nuances of his native language, Rabuske began to experiment with digital art. This pursuit led him to complete an academic degree in Fine Arts and develop his own unique style. His transnational identity with German-Brazilian and American experiences, personal history, and diverse mindset is reflected in his vibrant colorful work, which is imaginative and rich in details. Despite hints of Abstract, Modern, Surrealism, Futurism, and Post-modern influences, his work is uniquely his own.

In addition to digital painting, his work includes photography, mixed media, sculpture, video art, and installations. His sculptures include work made from found ocean debris and throwaway objects that he collected from Gulf Stream debris while living at the beach. His art movies are subtle yet eye-catching.  They are influenced by the flow and effects of colors and shapes, which engage viewers, as they perceive subtle qualities of texture and minutiae with a touch of magic and fantasy.  

Rabuske has exhibited in the United States and Brazil. His exhibitions include a show featuring emerging Miami artists at the David Castillo Gallery, which included a digital image. His digital movies “Round Buildings”, “Ilha do Nascer” and “Grass Town”, were selected – juried – for inclusion for the Brazilian international “File Electronic Language Festival”, editions 2012 and 2013. His installations include “Ocean Debris”, in the Miami Design District, inspired by the BP Gulf oil spill; and two at the FIU Frost Museum of Art: “Carnival Parade” comprised of 30 small sculptures during Art Basel Miami, and All & Sundry, comprised largely of collected debris and designed to make us think about, how we can participate in a cultural shift toward a balanced relationship with the living systems on our planet, particularly our oceans.

Continuing his theme of ocean debris and the modern throwaway society, in 2014 he had a retrospective show with 42 digital images on light boxes and plexiglass, mixed media and sculpture at the African-American Research Library and Cultural Center in Ft. Lauderdale, Fl.

Currently exploring the potential of advanced computer technologies, Rabuske is motivated by his passion to open new ways to communicate his resourceful inspiration through his art. He divides his time between Miami, Florida in the United States and Brazil



                                                                         BIOGRAFIA
 
Artista-poeta Luciano Rabuske é parte da quinta geração de brasileiros de origem alemã-brasileira. Nascido em uma colônia italiana no Rio Grande do Sul, Brasil e ele tem vivido em Miami por 16 anos e é onde ele recebeu dois bacharelados pela Florida International University (FIU): Bacharelado em Artes Plásticas com especialização em Arte Digital e outro em Estudos Liberais em Artes com especialização em Publicidade e Propaganda.
 
Dotado das nuances da língua Portuguesa, em 2000 Rabuske foi o fundador da ASES “Associação Santarosense de Escritores” no Brasil, o qual ele tem publicado 11 antologias. Seus poemas estão também inclusos no “Brava Gente Brasileira em Terras Estrangeiras Volumes I e II” publicados nos Estados Unidos. Ambos volumes apresentam o trabalho de brasileiros eminetes que vivem fora do Brasil. O Volume I, publicado em 2004, foi lançado com a coordenação do Consulado Brasileiro de Miami e apresentado na Feira do Livro de Miami naquele ano, quando Rabuske também foi convidado a realizar uma leitura de seus poemas na feira e na livraria Books and Books de Coral Gables, na Flórida.

Enquanto escrevia poesia na exploração das nuances da sua língua nativa portuguesa, Rabuske começou experimentar com arte digital. Sua perseguição o guiou a completar um bacharelado em Artes Plásticas e então desenvolveu um estilo único. Sua identidade transnacional com experiências brasileiro-alemão e americana, história pessoal e uma mentalidade diversa são refletidas nos seus trabalhos com cores vibrantes, os quais são muito ricos em detalhes. Apesar de ver reminicências de arte abstrata, moderna, surrealista, futurista e pós-moderna, seu trabalho é unicamente próprio dele.

Em adição as suas pinturas digitais. ele tem também trabalhado com fotografia, técnica mista, escultura, video arte, e instalações. Suas esculturas incluem trabalhos feitos de debris achados no oceano e objetos descartados que ele coletou da corrente do Golfo do México, enquanto ele residiu na praia. Seus vídeos arte são frequentemente sutis e captam o olhar. Eles são influenciados pelo fluxo de cores e formas engajando assim os seus espectadores, assim que eles percebem tenuamente as qualidades da textura e minúcias com um toque de magia e fantasia.

Rabuske tem exibido nos Estados Unidos e no Brasil. Suas exibições incluem uma mostra apresentando artistas emergentes de Miami na Galeria David Castillo, a qual incluiu uma imagem digital. Seus videos arte “Round Buldings”, “Ilha do Nascer” e “Grass Town”, foram selecionados (jurado) para a inclusão no File Electronic Language Festival, edições 2012 e 2013. Suas instalações incluem “Debris do Oceano”, no Miami Design District inspirado no derramamento de petróleo da BP no Golfo do México; e dois no Frost Art Museum: “Desfile de Carnaval” que emglobam 30 esculturas pequenas durante a Art Basel, e “All and Sundry”, a qual abrange amplamente uma coleção de debris do oceano e designado para nos fazer pensar, em como nós podemos participar em uma mudança cultural na direção de um relacionamento balanceado com os sistemas vivos no nosso planeta, particularmente nossos oceanos.

Contuinuando com este tema de debris do oceano e da sociedade moderna e descartável, em 2014 ele teve uma mostra de uma retrospectiva de 42 trabalhos, entre os quais pinturas digitais em caixas de luz e plexiglass, técnica mista e esculturas na Biblioteca Afro-Americana de Pesquisa e Centro Cultural em Fort Lauderdale, Flórida.

Atualmente explorando um potencial de tecnologia avançada do computador, Rabuske é motivado por sua paixão em abrir novos caminhos para comunicar sua inspiração cheia de recursos através da sua arte. Ele divide seu tempo entre Miami, Flórida nos Estados Unidos e Brasil.